Arquivos como negociar dívidas - Seja Evo
Navegando Tag

como negociar dívidas

Destaque Dicas para seu negócio

Negociando dívidas: quais são os primeiros passos para sair do vermelho

como negociar dívidas

Sabemos que com as medidas adotadas para conter o aumento de casos de coronavírus no Brasil nos últimos meses, os empreendedores de pequenos e médios negócios estão passando por dificuldades com a queda brusca de clientes e por isso a conta não está fechando no fim do mês. 

Como negociar dívidas

Com o objetivo de ajudar os nossos clientes, separamos algumas dicas com os primeiros passos de como negociar dívidas para se manter forte durante a crise, confira: 

Faça um levantamento de todas as dívidas do negócio

O primeiro passo é sentar e colocar no papel todas as suas dívidas para avaliar quais são possíveis de pagar, quais não podem ser pagas agora e quais podem ser negociadas com fornecedores, por exemplo. 

Contabilize todas as dívidas que você contraiu com compra de matéria-prima, produtos ou serviços que fazem parte do dia a dia do seu negócio. Feito isso, considere quais são os prazos de pagamentos e confira também se existe contratos com estes fornecedores para analisar e conhecer as possíveis taxas ou juros por atrasos no pagamento. 

Entre em contato com os seus fornecedores e negocie 

Por conta da pandemia, muitas empresas estão dispostas a negociar porque estão no mesmo barco que você: ninguém quer ficar no prejuízo, não é mesmo? 

Então, não deixe os pagamentos atrasarem para entrar em contato com os seus fornecedores. Adiante este contato antes do prazo de pagamento chegar e tente negociar, expondo a realidade do seu negócio. Mostre que você quer manter a sua relação de negócios saudável e que está entrando em contato justamente para não ficar inadimplente. 

Deixe claro que você quer encontrar a solução ideal para você e para o fornecedor. Isso demonstrará que eles podem confiar na sua palavra. Com o seu planejamento, você saberá exatamente quanto e quando poderá pagá-los. 

Além disso, você também pode tentar negociar prazos de pagamento ou taxas de juros pelo atraso. 

Entenda quais são os seus direitos e medidas adotadas pelo governo neste momento de crise 

Para minimizar o impacto financeiros nos pequenos negócios, os governos federais, estaduais e municipais adotaram medidas que podem ajudar os empreendedores neste momento crítico. Veja algumas delas: 

Lei de crédito para micro e pequenas empresas: o projeto deve conceder empréstimos de até 30% da receita bruta anual das empresas abertas há mais de 12 meses, ou de até metade do capital social ou 30% da média mensal do faturamento dos negócios com menos de um ano de funcionamento. 

O pagamento do empréstimo deverá ser feito em até 36 meses. Para solicitar o benefício, os pequenos empreendedores podem procurar bancos públicos e privados, cooperativas de crédito, além das chamadas plataformas tecnológicas de serviços financeiros (fintechs).

Auxílio emergencial para informais de baixa renda: os trabalhadores informais de baixa renda podem solicitar um auxílio emergencial de R$ 600 que será pago por três meses, enquanto durar a declaração de calamidade pública no país. Cada casa/família tem direito a dois benefícios, ou seja, R$ 1.200. 

Nova liberação de saque do FGTS: o governo federal publicou uma Medida Provisória (946/2020) para liberar um novo saque de R$1.045 por trabalhador das contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em meio à crise financeira da pandemia. A retirada estará disponível entre 15 de junho e 31 de dezembro de 2020. 

Prorrogação de pagamento Impostos do Simples Nacional: as empresas brasileiras enquadradas na categoria de regime tributário do Simples Nacional terão mais prazo para pagar tributos. 

Negociação de dívidas com Governo Federal: pessoas físicas ou jurídicas que tiverem com débito aberto junto ao Governo Federal poderão negociar a dívida, como medida para minimizar o impacto financeiro. O procedimento pode ser feito online no portal de serviços E-CAC do site da Receita Federal ou no site da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGN). 

Autorização para reduzir jornada e salários: o governo federal lançou uma Medida Provisória (936/2020) para autorizar a redução de 25%, 50% ou 70% da jornada e dos salários de trabalhadores e a suspensão temporária do contrato de trabalho, como parte do chamado Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. Parte da remuneração reduzida pela empresa poderá ser restituída pelo governo.

Não se esqueça que na hora de negociar dívidas é preciso ter cautela. Mesmo que a situação pareça desesperadora, o planejamento te ajudará a entender o que pode ser feito ou não neste momento e você ainda pode aproveitar para recorrer a estas medidas do governo para manter o seu negócio em funcionamento apesar da crise. 

Pense também em alternativas para vender mais! Adaptar-se para os meios digitais podem trazer lucros para a sua empresa. Separamos algumas dicas para ajudar a sua empresa em momentos de crise que podem ser úteis para você que está lendo este artigo. 

Leia também: Como lidar com clientes inadimplentes?