Arquivos Dicas para seu negócio - Seja Evo
Categoria de navegação

Dicas para seu negócio

Destaque Dicas para seu negócio

Negociando dívidas: quais são os primeiros passos para sair do vermelho

como negociar dívidas

Sabemos que com as medidas adotadas para conter o aumento de casos de coronavírus no Brasil nos últimos meses, os empreendedores de pequenos e médios negócios estão passando por dificuldades com a queda brusca de clientes e por isso a conta não está fechando no fim do mês. 

Como negociar dívidas

Com o objetivo de ajudar os nossos clientes, separamos algumas dicas com os primeiros passos de como negociar dívidas para se manter forte durante a crise, confira: 

Faça um levantamento de todas as dívidas do negócio

O primeiro passo é sentar e colocar no papel todas as suas dívidas para avaliar quais são possíveis de pagar, quais não podem ser pagas agora e quais podem ser negociadas com fornecedores, por exemplo. 

Contabilize todas as dívidas que você contraiu com compra de matéria-prima, produtos ou serviços que fazem parte do dia a dia do seu negócio. Feito isso, considere quais são os prazos de pagamentos e confira também se existe contratos com estes fornecedores para analisar e conhecer as possíveis taxas ou juros por atrasos no pagamento. 

Entre em contato com os seus fornecedores e negocie 

Por conta da pandemia, muitas empresas estão dispostas a negociar porque estão no mesmo barco que você: ninguém quer ficar no prejuízo, não é mesmo? 

Então, não deixe os pagamentos atrasarem para entrar em contato com os seus fornecedores. Adiante este contato antes do prazo de pagamento chegar e tente negociar, expondo a realidade do seu negócio. Mostre que você quer manter a sua relação de negócios saudável e que está entrando em contato justamente para não ficar inadimplente. 

Deixe claro que você quer encontrar a solução ideal para você e para o fornecedor. Isso demonstrará que eles podem confiar na sua palavra. Com o seu planejamento, você saberá exatamente quanto e quando poderá pagá-los. 

Além disso, você também pode tentar negociar prazos de pagamento ou taxas de juros pelo atraso. 

Entenda quais são os seus direitos e medidas adotadas pelo governo neste momento de crise 

Para minimizar o impacto financeiros nos pequenos negócios, os governos federais, estaduais e municipais adotaram medidas que podem ajudar os empreendedores neste momento crítico. Veja algumas delas: 

Lei de crédito para micro e pequenas empresas: o projeto deve conceder empréstimos de até 30% da receita bruta anual das empresas abertas há mais de 12 meses, ou de até metade do capital social ou 30% da média mensal do faturamento dos negócios com menos de um ano de funcionamento. 

O pagamento do empréstimo deverá ser feito em até 36 meses. Para solicitar o benefício, os pequenos empreendedores podem procurar bancos públicos e privados, cooperativas de crédito, além das chamadas plataformas tecnológicas de serviços financeiros (fintechs).

Auxílio emergencial para informais de baixa renda: os trabalhadores informais de baixa renda podem solicitar um auxílio emergencial de R$ 600 que será pago por três meses, enquanto durar a declaração de calamidade pública no país. Cada casa/família tem direito a dois benefícios, ou seja, R$ 1.200. 

Nova liberação de saque do FGTS: o governo federal publicou uma Medida Provisória (946/2020) para liberar um novo saque de R$1.045 por trabalhador das contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em meio à crise financeira da pandemia. A retirada estará disponível entre 15 de junho e 31 de dezembro de 2020. 

Prorrogação de pagamento Impostos do Simples Nacional: as empresas brasileiras enquadradas na categoria de regime tributário do Simples Nacional terão mais prazo para pagar tributos. 

Negociação de dívidas com Governo Federal: pessoas físicas ou jurídicas que tiverem com débito aberto junto ao Governo Federal poderão negociar a dívida, como medida para minimizar o impacto financeiro. O procedimento pode ser feito online no portal de serviços E-CAC do site da Receita Federal ou no site da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGN). 

Autorização para reduzir jornada e salários: o governo federal lançou uma Medida Provisória (936/2020) para autorizar a redução de 25%, 50% ou 70% da jornada e dos salários de trabalhadores e a suspensão temporária do contrato de trabalho, como parte do chamado Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda. Parte da remuneração reduzida pela empresa poderá ser restituída pelo governo.

Não se esqueça que na hora de negociar dívidas é preciso ter cautela. Mesmo que a situação pareça desesperadora, o planejamento te ajudará a entender o que pode ser feito ou não neste momento e você ainda pode aproveitar para recorrer a estas medidas do governo para manter o seu negócio em funcionamento apesar da crise. 

Pense também em alternativas para vender mais! Adaptar-se para os meios digitais podem trazer lucros para a sua empresa. Separamos algumas dicas para ajudar a sua empresa em momentos de crise que podem ser úteis para você que está lendo este artigo. 

Leia também: Como lidar com clientes inadimplentes?

COVID-19 Destaque Dicas para seu negócio

Medidas para reabrir seu negócio após a crise

medidas para reabrir negócio
medidas para reabrir negócio
Medidas para reabrir negócio

Como é do conhecimento de todos, o  governo liberou o plano de flexibilização para a reabertura gradual dos comércios. Todas as regiões foram classificadas em fases, que são divididas em cinco cores: vermelha, laranja, amarela, verde e azul.

  • Na fase vermelha não será permitida a abertura do comércio;
  • Na fase laranja será permitida a abertura do comércio com restrição;
  • Na fase amarela será permitida a abertura do comércio, mas com algumas restrições;
  • Na fase verde será permitida a abertura do comércio, ainda com algumas restrições;
  • E na fase azul será permitida a abertura total do comércio, sem restrições.

Para as Regiões em Fase Laranja

Na fase laranja o governo permite, com restrições, a reabertura de alguns setores da economia a partir de junho, desde que aprovado pela Prefeitura do Município, são eles:

  • Atividades imobiliárias
  • Escritórios
  • Concessionárias
  • Comércio
  • Shopping Center

Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2020/06/10/grande-sp-litoral-e-registro-passam-para-a-fase-laranja-de-flexibilizacao-do-comercio.ghtml

Caso o seu negócio se enquadre nas definições acima, você precisa se atentar a implementação de algumas medidas de biossegurança para que você e seus clientes permaneçam seguros. Logo abaixo, você encontra as principais orientações para a reabertura do seu negócio… Algumas você já está bem familiarizado e outras pode ser um diferencial para o seu estabelecimento. Confira: 

  1. Mantenha o distanciamento social de 1,5 metro entre funcionários e clientes.
  1. Comece com um horário de atendimento reduzido e faça uma escala para os seus funcionários com o objetivo de evitar aglomerações dentro do estabelecimento. 
  1. Para manter a segurança da sua equipe e clientes, a temperatura dos funcionários e/ou clientes podem ser medidas, por termômetro infravermelho, na entrada do estabelecimento. 
  1. Como todos já sabem, é essencial disponibilizar álcool em gel ou solução 70% para a higiene das mãos, assim como lavatório/pia com dispensador de sabonete líquido, suporte com papel toalha, lixeira com tampa e abertura sem contato manual.
  1. Não é novidade, mas é bom reforçar: O uso de máscaras é obrigatório para funcionários e clientes! Você também pode implementar o uso de protetores faciais para todos os funcionários, assim como barreiras de proteção de acrílico nos balcões do estabelecimento. 
  1. Reforce também a limpeza e desinfecção de objetos e superfícies, principalmente as mais tocadas como maçanetas, interruptores de luz, corrimões, botões dos elevadores, etc. 
  1. Oriente a sua equipe para reforçar a higienização das mãos sempre que possível, principalmente ao lidar com dinheiro. Caso seu estabelecimento use maquininha de cartão, lembre-se de higienizá-la regularmente. 

Aproveite e leia também o nosso artigo “O que fazer em caso de clientes com suspeita de Coronavírus?”

COVID-19 Destaque Dicas para seu negócio

Como lidar com clientes inadimplentes?

clientes inadimplentes

Sabemos que a gestão financeira de um prestador de serviços não é uma tarefa fácil, principalmente quando o desafio é lidar com a inadimplência. Muitas vezes, o profissional não sabe como realizar as cobranças sem prejudicar o seu relacionamento com o cliente ou suas finanças. 

Nós separamos algumas dicas importantes para você saber como lidar com clientes inadimplentes, confira: 

Faça um contrato de serviço

Essa é uma das soluções caso você esteja enfrentando muitos problemas com a inadimplência. Ter um contrato é o que garante que o cliente contratou os seus serviços e que serão realizadas cobranças por ele. 

Ao redigir o seu contrato de serviços, faça de forma clara e objetiva com todas as informações relacionadas a preços, prazos, formas de pagamento, possíveis multas e as obrigações de ambas as partes – um advogado é o melhor profissional para fazer isso!

Envie avisos sobre quando deve ser realizado o próximo pagamento

Sabemos que imprevistos acontecem e muitas vezes, os clientes acabam não realizando o pagamento na data correta por algum motivo: seja por esquecimento, falta de dinheiro ou organização financeira. Mesmo que não seja de propósito, isso acaba interferindo no seu fluxo de caixa.  

Uma forma de lidar com estes clientes inadimplentes seria enviar avisos sobre quando deve ser realizado o próximo pagamento. Você pode fazer a cobrança por e-mail ou WhatsApp, mas sempre de maneira sutil. Ninguém gosta de ser cobrado, então é importante você seja paciente e saiba como negociar. 

Ofereça diferentes formas de pagamento

Flexibilizar as formas de pagamento também ajuda a diminuir os clientes inadimplentes. Além do dinheiro, você pode aceitar cheques, boletos bancários, cartões de crédito, débito e transferência bancária. 

Porém, é importante lembrar de optar pelas formas de pagamento que são seguras tanto para você, quanto para o cliente. As maquininhas de cartões, por exemplo, possibilitam que você não fique sem receber caso o cliente não pague a fatura. Se isso acontecer, ele que terá que resolver o problema com a sua instituição financeira.

Facilite as formas de pagamento, mas sempre levando em consideração como elas vão te afetar. E lembre-se que logo no primeiro contato com o seu cliente, é essencial deixar bem claro as possibilidades de pagamento para que ele escolha qual é a ideal para ele.

Quando possível, ofereça descontos 

Oferecer descontos para os clientes é um diferencial para o seu serviço e ainda ajuda a evitar as inadimplências. 

Você pode, por exemplo, oferecer descontos para quem realizar o pagamento do serviço à vista. Isso traz mais segurança para você e ainda deixa o cliente satisfeito. Ou em casos de atrasos de pagamento, considere um desconto nos juros ou multa, para que facilite o pagamento do seu cliente.

Mas antes de sair por aí dando descontos, faça uma análise das suas finanças e avalie se isso é viável ou não para você.

Tenha um bom relacionamento com o seu paciente 

Manter um bom relacionamento com o seu cliente é essencial para evitar possíveis estresses no futuro. Caso seja necessário fazer uma negociação de pagamentos em atraso, você terá muito mais sucesso se você mantém contato com o seu cliente. 

Então ofereça um atendimento satisfatório e demonstre que você está sempre à disposição, seja para a contratação de novos serviços ou até mesmo para possíveis negociações. Lembre-se também de anotar e atualizar os dados dos clientes, para caso ocorra algum problema ou imprevisto, você consiga entrar em contato com ele. 

Agora você pode aplicar estas medidas na contratação dos seus serviços e diminuir as inadimplências. E aí, gostou das dicas de hoje? Acompanhe as nossas redes sociais para mais novidades: 

Facebook

Instagram 

COVID-19 Dicas para seu negócio

Reaja a crise montando sua Loja virtual pelo Facebook!

loja virtual no facebook

Você não precisa parar de trabalhar e de comercializar seus produtos ou serviços!

É tempo de se reinventar, encontrar novas alternativas para superar mais este desafio e manter seu faturamento ativo. Dificuldades também abrem portas quando sabemos reconhecer as oportunidades que elas nos trazem.

Agora, todas as energias devem ser direcionadas para encontrarmos rotas alternativas, é momento de desbravar novos caminhos que antes sequer cogitávamos, ou mesmo apostar em soluções hoje muito mais favoráveis com o cenário do distanciamento social.

Segundo as estatísticas, a reclusão das pessoas em função da pandemia, vem gerando consumo online expressivo, ou seja, as compras pela internet aumentaram, com o coronavírus esta prática foi potencializada, então porque não aproveitar esta oportunidade?

Crie sua loja virtual no Facebook e divulgue seus produtos também no Marketplace da plataforma, é simples e eficaz. A Evo ensina como fazer, clique abaixo e aproveite o passo a passo!

Conseguiu criar sua loja no Facebook com o nosso e-book? O próximo passo é conhecer o Facebook Blueprint – uma escola com cursos, aulas e certificações em diversas categorias para aqueles que desejam utilizar a rede social para negócios. E sabe o melhor de tudo? Os cursos são gratuitos!

Faça o seu cadastro no Facebook Blueprint e comece a divulgar os seus produtos e serviços!

Aproveite e leia mais sobre como vender mais pelo WhatsApp!

Siga as nossas redes sociais para mais novidades:

Facebook e Instagram

Curiosidades Dicas para seu negócio

Use a tecnologia e intensifique o relacionamento online com os clientes

Atualmente, muito empreendedores passam por momentos difíceis e os comércios estão recorrendo às mídias digitais para continuarem faturando. Neste post, traremos dicas sobre como intensificar o seu relacionamento online com os clientes.

A tecnologia nunca foi tão essencial como nos dias atuais, período em que o  mundo é acometido por uma situação de tamanha instabilidade onde todos nós precisamos nos readaptar e realinhar nossas rotinas. Para os empreendedores, é igualmente necessária esta conscientização, reinventar-se para que seja possível continuar atendendo os clientes. Neste artigo, reunimos algumas dicas sobre como aproveitar as mídias digitais e intensificar o seu relacionamento online com os clientes. 

Plataformas E-commerce

Devido à recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) pelo isolamento social como forma de evitar a disseminação do novo coronavírus, o ideal é que o comércio utilize plataformas e-commerce para manter o seu fluxo de vendas saudável. 

Aqui estão algumas opções de plataformas e-commerce para você montar a sua loja virtual: 

WhatsApp 

Uma das ferramentas mais utilizadas para manter o relacionamento online com os clientes é o WhatsApp. Com ele, você pode divulgar novas promoções, novidades e até mesmo aproveitá-lo como um canal de pedidos de produtos ou serviços à distância. 

Você pode utilizá-lo para enviar mensagens, vídeos ou imagens que contenham conteúdos relevantes, seja encaminhando mensagens individuais, compartilhadas em listas de transmissão ou mesmo no recurso “Meus Status” que o aplicativo disponibiliza. Lembre-se de compartilhar conteúdos que sejam do interesse do seu cliente, use este canal de divulgação com cuidado e profissionalismo.

E-mail Marketing 

Outra forma de fortalecer o seu relacionamento online com os clientes é utilizar e-mails marketing como mais um meio de comunicação entre a sua marca e clientes em potencial. 

Este é um ótimo canal para segmentar mensagens de acordo com o seu público. Por exemplo: você quer divulgar um produto novo que é destinado somente para mulheres. Você pode criar uma campanha nova e enviar para todas as suas clientes do gênero feminino. 

Ou caso você tenha uma promoção ou alguma outra novidade sobre a sua loja, você pode disparar um e-mail para divulgar. Assim, você ganha mais credibilidade e mantém seus clientes ainda mais interessados nos seus serviços. 

Existem ferramentas gratuitas para e-mail marketing que facilitam e muito esta prática, além de otimizarem os envios, permitirem que seu conteúdo seja personalizado com imagens, cores e você ainda poderá acompanhar a repercussão dos emails com relatórios que apontam as taxa de aberturas e cliques, por exemplo. 

Mas é importante lembrar: não encha a caixa de entrada dos seus clientes com conteúdos desnecessários. Procure utilizar este canal apenas para avisos importantes sobre o seu negócio e conteúdos informativos.

Abaixo, indicamos algumas ferramentas de e-mail marketing gratuitas que você pode utilizar para se comunicar com os seus clientes: 

  • Mailchimp: na versão gratuita, o usuário pode disparar até 12 mil e-mails para 2 mil contatos por mês.
  • Benchmark:  possui um plano gratuito, que permite o envio de 250 e-mails mensais para um número ilimitado de contatos.
  • Sendinblue: no plano grátis, você pode disparar até 300 e-mails diários para um número ilimitado de contatos.

Redes Sociais 

Este é o momento de usar e abusar das redes sociais para divulgar os seus serviços ou produtos! As pessoas estão cada vez mais ativas nas mídias digitais, por conta do distanciamento social, e estão consumindo muito mais por canais online. 

Faça com que isso seja uma vantagem para o seu negócio: No Facebook, Instagram ou Linkedin, utilize a rede social em que o seu público é mais ativo e informe seus clientes sobre promoções, produtos ou serviços novos que você está oferecendo neste momento. 

Mostre a sua preocupação pela segurança das pessoas e incentive o consumo em pequenos comércios. 

Agora chegou a hora da dica mais especial: o kit de divulgação personalizado da EVO! 

Pensando nos empreendedores, nestes dias delicados, a EVO está disponibilizando, gratuitamente, alguns materiais para ajudar você na comunicação com o seu cliente. 

Clique abaixo e faça o download de materiais de comunicação que podem ser compartilhados com seus clientes, como: e-mail marketing, posts para redes sociais e WhatsApp. Criamos alguns modelos de uso geral e outros onde você poderá incluir seu contato e logotipo, se assim preferir, bastando apenas entrar em contato com o setor de marketing da EVO para inserir a sua identidade nos materiais: marketing@evoluservices.com

Confira nossos posts!

Continue acompanhando as nossas redes sociais para mais novidades! 

Dicas para seu negócio

Como vender pelo WhatsApp

De acordo com a Revista Exame, no Brasil o aplicativo WhatsApp possui 120 milhões de usuários e é o mais utilizado no país. Com as medidas de distanciamento social, devido ao novo Coronavírus, o seu estabelecimento pode aproveitar este canal de comunicação para vender seus produtos, mantendo o fluxo de caixa e o relacionamento com os clientes.

Você ficou pensando em como pode fazer isso? Neste artigo, mostraremos como você pode vender seus produtos ou oferecer seus serviços, mesmo com o estabelecimento fechado.

Divulgando seus produtos 

As redes sociais são uma forma muito efetiva de divulgação, crie uma página no Facebook para a sua loja e um perfil comercial no Instagram. Divulgue fotos dos produtos, faça vídeos – pode ser com o celular mesmo. Se for uma farmácia por exemplo, você pode montar kits completos, medicamentos em destaque ou promoção e fotografar.

Para deixar sua página mais interessante, não faça publicações apenas comerciais. Pense qual é o seu público e o que ele gostaria de ver. Por exemplo: se você tem uma perfumaria, você pode fazer um tutorial de automaquiagem com os produtos que você vende. Assim as pessoas aprendem a se maquiar e se interessam em adquirir os produtos. 

As pessoas em casa, estão acessando muito mais as redes e consumindo muito mais por meio delas. Você deve estar se perguntando: onde entra o WhatsApp? Para qualquer tipo de comunicação, divulgue o seu número nas legendas das fotos, vídeos e detalhes da página. Use a tecnologia ao seu favor!

Confira algumas dicas:

WhatsApp Business

É uma versão criada para empresas, nele você preenche o perfil com os dados da empresa como: endereço, telefone, horário de trabalho e é possível gerenciar melhor as mensagens dos contatos, utilizando marcadores como “pago”, “novo cliente” ou “pagamento pendente”. É uma ótima opção para grandes carteira de clientes, pois a ferramenta ajudará a administrá-la.

Lista de transmissão

É possível também enviar a mesma mensagem para vários contatos fazendo uma lista de transmissão,é super simples. Grupos não são recomendados neste caso, pois muitas pessoas não gostam de serem adicionadas sem permissão, isso pode gerar desconforto e prejudicar o seu trabalho.

Mensagens

Não exagere na quantidade de mensagens que vai enviar ao cliente, se forem muitas diariamente, ele vai bloquear seu contato e provavelmente deixará de ser seu cliente. Diversifique o tipo de mensagem entre conteúdos interessantes e mensagem comerciais.

Como efetuar a cobrança

O cliente viu o seu produto no perfil do Instagram, mandou uma mensagem no WhatsApp e vai efetuar a compra. Para o pagamento, você cliente da EVO, pode enviar o Link de Pagamento através por e-mail, SMS ou WhatsApp do seu cliente, de forma gratuita. Ele recebe a mensagem e faz o pagamento de onde estiver. Você ainda pode parcelar o valor, facilitando o orçamento do cliente por este período.

Entrega

Após o pagamento, combine com o cliente qual a melhor de entregar os produtos. Você pode deixar um dia na semana só para realizar as entregas ou combinar com os clientes que peguem em sua loja. Mesmo com o estabelecimento fechado para compras presenciais. Organize as equipes para a dinâmica das entregas de produtos, nunca se esquecendo da higiene, distanciamento e todos os cuidados essenciais para não propagar o novo coronavírus.

Viu como é fácil? Cuide da sua saúde, dos seus colaboradores e da sua empresa!

Confira nossas publicações!

Nosso Facebook e instagram

Curiosidades Dicas para seu negócio

Dicas para Home Office em período de coronavírus

Empresas estão autorizando que seus funcionários trabalharem Home Office durante o período de disseminação de coronavírus, mas como manter a produtividade em casa?

Alguns especialistas recomendam a conciliação, a fim de manter uma boa comunicação com seus colegas, e disciplina para se organizar nas tarefas.

O novo ritmo de trabalho traz uma revolução na postura e nas relações cotidianas, é necessário se adaptar aos novos hábitos, mantendo a produtividade que exige rotina e disciplina.

A seguir vamos trazer dicas de como se programar e encontrar um lugar apropriado dentro de sua casa.

1.    Prepare o seu local de trabalho

Escolha uma área específica da sua casa para começar as suas atividades, que não atrapalhe os membros de sua família. Dê preferência para locais arejados e com o mínimo de barulho possível, para que você  possa se concentrar durante a sua jornada.

2.    Não fique de pijama

Ao levantar-se pela manhã, siga a sua rotina habitual de trabalho, troque de roupa como se estivesse indo para a empresa, isso ajuda o cérebro a compreender que você não está em casa em um dia de lazer.

O pijama pode parecer confortável, mas esse tipo de comportamento afetará negativamente sua disciplina e postura, traz a sensação de preguiça durante o dia.

Estar com uma roupa adequada faz você se sentir mais profissional para enfrentar o dia de trabalho de uma forma mais produtiva.

3.    Evite distrações

Fazer Home Office não é como estar de folga. Televisão, animais de estimação e redes sociais são as principais distrações.

Não caia na procrastinação, elimine as distrações e estabeleça horários de almoço e café, isso faz com que você defina seus limites e traga mais concentração ao trabalho.

4.Tenha a sua lista de tarefas

Estruture a sua rotina organizando uma lista de tarefas. Desenvolver uma estratégia para ser usada em qualquer situação, apontando quais são os deveres mais importantes para desenvolver em um determinado momento, ajudam muito.

Existem ferramentas gratuitas que são próprias para organização de tarefas, elas vão te auxiliar, mantendo um método de trabalho mais assertivo. Como por exemplo, Trello, Evernote, Wunderlist e etc..

5.Tenha contato com a sua equipe

Mantenha sempre contato com a sua equipe, assegurando o fluxo de trabalho que está sendo desenvolvido, mostrando comprometimento com o líder do seu time.

Cheque os seus e-mails, crie grupos no chat, sempre utilizando alguma forma de contato com os demais colaboradores.

6. Se comprometa a encerrar seu trabalho 

Procure encerrar seu trabalho porém fique atento a eventuais mudanças e problemas. Diante de uma crise é comum ficarmos mais atarefados, por isso, devemos sempre nos preocupar em resolver aquilo que nos compete, mesmo que isso signifique ultrapassar alguns minutinhos nosso horário de expediente, dessa maneira, frisamos nosso comprometimento com as nossas atividades.

Após encerrar todas as suas tarefas diárias feche sua lista, observando o que você fez e o que irá realizar no dia seguinte, sem postergar. Depois de ter concluído tudo, você pode voltar a ficar a vontade,e relaxar com a satisfação de finalizar as atividades profissionais de um dia produtivo.

Agora ficou mais fácil a conciliação domiciliar com o trabalho home office? Nunca esqueça dessas 6 dicas importantes para manter a sua produtividade e comprometimento nesses tempos difíceis.

Fique atento ao nosso blog
E nossas redes sociais: Facebook e Instagram

Obrigada a todos e até mais!

Curiosidades Dicas para seu negócio Sem categoria

Conheça técnicas de motivação de equipe para trazer mais resultados no seu ambiente de trabalho

Existem inúmeras técnicas utilizadas para a motivação de equipe, porém é preciso entender quais são as motivações pessoais de cada funcionário.

Entender cada necessidade de seu time são fatores que ajudam e permitem que se inicie um trabalho de motivação. Primeiramente é importante criar um ambiente propício para o colaborador, como por exemplo boa iluminação e higiene, equipamentos ou ferramentas, saúde e alimentação, trazendo total conforto a todos.

Além dos benefícios atribuídos a cada funcionário, vamos citar iniciativas para o líder implementar em sua equipe e motivar o ambiente de trabalho.

imagem000

Demonstre interesse e atenção

Ser atencioso, respeitoso e imparcial promove afeto e aproxima os colaboradores, o que acabará refletindo no desempenho da equipe. Reserve um momento do dia ou da semana para conversar com a equipe, demonstrando interesse em auxiliá-la ou orientá-la. Quando uma equipe se sente importante e respeitada, tende a se motivar.

Esclareça quais as funções de cada integrante da sua equipe

Criar planos e estratégias para envolver a equipe a fim de mostrar a real importância de cada um no setor e seu papel a cumprir na empresa. Mostrar para cada colaborador  como deve ser seu desempenho e valorizar atitudes assertivas é muito importante.

O(A) líder, apresentando comportamentos como estes, faz com que seus funcionários se sintam reconhecidos, aumentando sua motivação e empenho no trabalho.

Aproxime as equipes

União entre as equipes traz motivação,sempre que puder reúna cada equipe, mesmo que seja de outros setores e expresse todas as dificuldades encontradas no dia a dia, propondo um diálogo agradável e empático.

Incentive as ideias e iniciativas dos colaboradores

Conhecer as opiniões e sugestões dos seus funcionários transmite reconhecimento e valorização, uma das maneiras de coletar sugestões e novas ideias de seus colaboradores é manter uma comunicação fluida com seu time.

Benefícios e parcerias

Uma prática, que muitas vezes é esquecida nas empresas,  é apresentarem propostas de incentivo para estudos, bolsas, desconto em cursos, em academias, restaurantes e cinemas.

Seja o exemplo

Cumprir com sua palavra e objetivos é também uma maneira de motivação da equipe, um(a) líder que mostra o seu trabalho, que participa e não passa o tempo apenas dando ordens, é muito mais valorizado pelo time, que acaba seguindo o exemplo.

Definição de metas e retorno de informações

Estabelecer metas ou novos projetos incentiva , incentiva os funcionários, minimiza tempo ocioso e contribui grandemente para os resultados positivos da empresa, que após obtidos, devem ser compartilhados com a equipe por meio de felicitações e elogios e outras formas de reconhecimento.

Festeje as conquistas

Quando um projeto for finalizado com resultados positivos, sair para celebrar a conquista pode ser parte do trabalho de motivação, além de inspirar a equipe a manter sua performance para novas conquistas na empresa. 

giphy (1).gif

 

Quer ter conteúdo informativo e qualificado?  Siga nossas redes ou acesse nosso blog:  EVO

siga-nos também em nossas redes:

Instagram

Facebook

Curiosidades Dicas para seu negócio Sem categoria

Atendimento e experiência do cliente, qual a diferença?

Entenda qual a diferença entre atendimento ao cliente e experiência do cliente e veja porque o crescimento de um empreendimento está inteiramente ligado a estes dois termos.

O mercado de trabalho se torna cada vez mais competitivo e as empresas buscam soluções para atrair mais clientes, com a preocupação de aprimorar a qualidade dos seus serviços para gerar negócios mais lucrativos.

1. O que é atendimento ao cliente

É a assistência prestada a todos aqueles que utilizam produtos ou serviços de uma empresa, com o objetivo de atender as demandas solicitadas pelo cliente.

Se você quer oferecer um bom atendimento aos seus clientes, alguns pontos fundamentais são a boa comunicação, agilidade e eficiência na hora de prestar um serviço ou vender um produto.

2.    Experiência do cliente

A experiência do cliente é o resultado das percepções que ele teve ao se relacionar com a sua empresa.

A partir da experiência, principalmente é gerado um efeito que provém de todo conjunto de interação dos diversos departamentos da empresa como atendimento, marketing, suporte, vendas etc.

Na circunstância de que a experiência tenha sido positiva, por todavia isso determinará se o cliente voltará a comprar ou não e se ele irá recomendar a sua empresa.

A união das duas ações é um papel fundamental para o bom funcionamento da empresa, contudo trazendo um diferencial qualitativo com o consumidor e com outras marcas.

O que pode ser aplicado para melhorar o resultado da experiência dos meus consumidores?

Embora existam ações que podem trazer um resultado positivo. Veja a seguir pontos importantes para melhorar a experiência e garantir o sucesso.

Mantenha a sua equipe motivada

Valorize os colaboradores e traga essa proposta dentro da empresa, Enquanto incentiva o bom atendimento ao cliente por meio de reuniões com os líderes e recompensas para a equipe perante a meta atingida.

Uma boa equipe trabalha com motivação e seus clientes vão notar a diferença.

Capacite sua equipe

Não investir na capacitação da equipe pode trazer problemas no atendimento, então ofereça treinamentos de qualidade, especialização da área com instituições que realmente entendem do assunto.

Entenda as necessidades do seu cliente

Por meio do diálogo, certamente você consegue identificar o que o seu cliente deseja, porém não é tão simples assim, existem alguns métodos para entender de fato as verdadeiras necessidades do cliente:

  • Faça perguntas, elas permitem que você se aproxime do cliente e será mais fácil de compreendê-lo.
  • Preste atenção nas informações que ele transmite por meio do diálogo e gestos físicos, demonstre o seu interesse em saber como ajudá-lo.
  • Dê liberdade ao seu cliente, inspire confiança. Assim, ele se sentirá confortável em falar com você sobre suas expectativas do produto ou serviço.
  • E por último inclua a pesquisa de satisfação, por meio dela você pode mensurar o nível de atendimento prestado ao cliente, além de trazer uma visão do que precisa ser melhorado no produto/serviço.

Entretanto o atendimento ao cliente e experiência do cliente possuem suas diferenças, porém se complementam.

Afinal mantenha sempre um bom relacionamento com o cliente e seus colaboradores, para que possa trazer bons resultados e experiências positivas a todos, garantindo que você seja um destaque no meio da concorrência.

Siga as nossas redes sociais e fique atento ao nosso blog, toda semana com muitas dicas, informações e matérias fresquinhas 😉

Confira também nosso ultimo post:

IMAGEM3EVO
MEI PARA ME: QUANDO E COMO MUDAR DE MICROEMPREENDEDOR PARA MICROEMPRESA

Curiosidades Dicas para seu negócio

Microempreendedor para Microempresa quando e como mudar

Se você ainda não sabe quando e/ou como mudar de microempreendedor para microempresa, não se preocupe, estamos aqui para te ajudar!

Para os novos empresários é muito comum eventualmente surgirem algumas dúvidas sobre este assunto e vamos solucionar algumas delas para você nesse post!

Antes de tudo é importante que esteja bem clara a diferença entre os dois modelos de formalização. Veja no quadro abaixo:
IMAGEMEVOOOO

  1.  Regime tributário mais simples e devido ao recolhimento simplificado dos impostos, tende a ser uma ótima opção.
  2. Os impostos são calculados a partir do lucro efetivo adquirido no ano de exercício.
  3. A contabilização dos tributos é feita a partir de uma tabela pré-definida. 

Qual o momento certo de mudar?

IMAGEM3EVO

A melhor forma de saber se está na hora de mudar de microempreendedor para microempresa é com base no seu faturamento. Quando o limite ultrapassa R$ 81.000,00 e estima-se que a receita da nova formalização fique abaixo de R$ 360 mil por ano, automaticamente passa a corresponder à categoria ME e para isso é necessário solicitar um novo enquadramento.

Quando serão considerados alguns pontos: 

1º  Se o faturamento foi maior que R$ 81 mil por ano, seu negócio deverá ser formalizado como ME por meio de contrato social, na Junta Comercial. Como empresário, você poderá optar por um dos 3 regimes tributários disponíveis.

Os valores recolhidos serão proporcionais ao faturamento e existem limites pré definidas para categorizar as receitas. Assim  para casos em que o faturamento ultrapasse determinado limite padrão, os percentuais aplicados serão alterados. Você pode entender mais sobre isso neste link: (colocar um link que tenha uma boa matéria sobre o assunto) 

Então após conhecer e analisar as variáveis, você deve realizar a solicitação no Portal do Simples Nacional, onde um código de acesso será gerado para dar andamento ao registro do seu empreendimento, conforme o perfil da sua empresa. Enfim, basta se preparar para começar uma nova fase de sucesso!

IMAGEM2EVO

Além da migração por faturamento, certamente existem outras situações no seu negócio que também poderão te impulsionar a mudar de microempreendedor para microempresa:

  • Quando sua empresa expandir e for necessário abrir uma filial
  • Se você desejar se tornar sócio ou administrador de outro negócio.
  • Se o seu ramo de atuação não estiver dentro das ocupações permitidas.
  • Quando for necessário contratar mais de 01 colaborador.


Portanto para realizar a migração da sua formalização, por um dos motivos citados acima, consulte as informações no portal do SEBRAE, lá você encontrará todas as instruções necessárias para a transição do seu negócio. 

Afinal o que achou dessas dicas? Esperamos que tenha gostado.
Para ficar por dentro de mais informações sobre gestão de empresas e empreendedorismo, confira nossos outros posts: 

Como aumentar o fluxo de caixa do seu negócio

06 dicas de gestão financeira para pequenos negócios

05 dicas de como evitar fraudes com cartão na sua loja